Capítulo IV

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search

Visconde Guilherme Barros de Bulhões Pedreira História de Fournaise Volume IV Instituto Histórico Reunião Capitania Hereditária de Fournaise História da Capitania Hereditária de Fournaise LISTA DOS CARGOS CAPITANIAIS Capitães-Donatários Barão Flávio Werneck de Tavares-Lira (07/08/01 – Interino: Marina Melillo (21/03/04 – 30/04/04) Regente: Alexandre Carvalho (13/11/04 – Regente do Regente: Marcelo Fernandes (08/11/05 – 26/01/06) Cargos Públicos Governador 5º Michel Hulmann (24/12/03 – 05/07/04) 6º Francisco de Assis (05/07/04 – 13/11/04) Vice-Governadora: Marina Melillo (05/07/04 – 05/10/04) 7ª Marina Melillo (04/04/05 – 14/07/05) 8º Luís Antônio (14/07/05 – 04/10/05) 9º Marcelo Fernandes (26/01/06 – Assembleia Legislativa de Fournaise 8ª Legislatura -Presidente “Tiago Carmona” (24/12/03 – 12/04/04) -Francisco de Assis (24/12/03 – 12/04/04) -Mariana Melillo (24/12/03 – 12/04/04) -Raphael Garcia (24/12/03 – 12/04/04) -Octávio Villarinho (24/12/03 – 15/02/04) -Marcelo Fernandes (11/01/04 – 12/04/04) -Fábio d’Urso (15/01/04 – 12/04/04) 9ª Legislatura -Francisco Seixas (12/04/04 – 05/07/04) -Presidente Marcelo Fernandes (12/04/04 – 08/05/04) -Alexandre Carvalho (12/04/04 – 16/05/04) -Presidente Alexandre Carvalho (16/05/04 – 13/11/04) -Brunno Barbosa (12/04/04 – 19/11/04) -Felipe Cruz (12/04/04 – 29/06/04) -Danilo Greespan (16/07/04 – 19/11/04) -Daniel Neves (27/07/04 – 19/11/04) 10ª Legislatura -Presidente “Alberto Fiovaranti” (04/04/05 – Ministérios -Ministra do Interior “Marina Melillo” (24/12/03 – 05/10/04) -Ministro da Migração “Francisco de Assis” (24/12/03 – -Ministro das Comunicações “Raphael Garcia” (24/12/03 – -Ministra do Supremo Tribunal de Fournaise “Marina Melillo” (? – 05/07/04) -Ministro do Supremo Tribunal de Fournaise “Tiago Carmona” (05/07/04 – 19/09/04) -Ministra do Supremo Tribunal de Fournaise “Fernando de Bourbon” (05/07/04 – 19/09/04) Secretarias -Secretário da ALFE “Marcelo Fernandes” (11/01/04 – -Secretária da Saúde “Marina Melillo” (11/01/04 – 05/10/04) -Secretário do Interior “Brunno Barbosa” (11/01/04 – 22/07/04) -Secretário do Interior e Justiça “Brunno Barbosa” (22/07/04 – -Secretaria da Casa Civil “Tiago Couto” (22/07/04 – -Secretário do Desenvolvimento Social “Fábio Trigo” (22/07/04 – -Secretário da Migração e Propaganda “Danilo Greenspan” (22/07/04 – -Secretário da Imigração e Turismo “Daniel Bujczuk” (22/12/04 – -Secretária da Integração “Marina Melillo” (23/12/04 – Desembargadoria 4º Tomás Campobelo (11/01/04 – 15/01/04) 5º Rodrigo Thedim (19/01/04 – 08/05/04) 5º Rodrigo Thedim (2º Mandato) (19/09/04 – Supremo Tribunal Fournaiseano -Presidente Rodrigo Thedim (19/01/04 – 09/05/04) -Francisco de Assis (24/01/04 – 13/11/04) -Presidente Rodrigo Thedim (04/04/05 – 15/07/05) -Presidente Carlos Linck (15/07/05 – Procuradoria-Geral Fournaiseana -João Francisco (24/01/04 – 15/02/04) Burgos Tremblet -Alcaide “Francisco de Assis” (15/01/04 – 24/01/04) -Alcaide “Fábio d’Urso” (24/01/04 – 19/11/04) Santa Rosa -Burgomestrina “Marina Melillo” (15/01/04 – Bois Blanc -Burgomestre “João Francisco” (15/01/04 – 19/11/04) Nova Canadá -Interventor “Michel Hulmann” (15/01/04 – 19/11/04) -Chefe dos Consulados sediados em Nova Canadá “Felipe Chapchap” (22/01/04 – 19/11/04) São José -Burgomestre “Felipe Cruz” (18/01/04 – 29/06/04) HISTÓRIA Dia 11 de dezembro de 2003. Repentinamente, depois de um ano e um mês de pura inatividade, Fournaise toma a palavra do Capitão-Donatário novamente. É a volta da atividade de Fournaise. Abro parênteses aqui para poder falar, neste ponto, um pouco da história reuniã nesse período. Não apenas Fournaise, mas também Reunião havia passado por um momento difícil no último ano. Não havia sido fácil, sem a presença do Imperador, reger uma nação tão grande e poderosa. No início daquele mês de dezembro, então, surgiu novamen- te a Figura de SSMI Cláudio I. Suas “promessas” eram de reativação. E Ele conseguiu. Reativou Reunião com sua volta. Também voltara a Fournaise D. Francisco de Assis – agora Barão – e Michel Hulmann.

Um bom projeto de lei que hoje ainda vigora – visto que os burgos têm listas – é o projeto dos Burgos, como podemos ver em http://br.groups.yahoo.com/group/4naise/message/3125. Em janeiro de 2004, D. Marcelo Fernandes volta também. O mais incrível é que quando D. Flávio Wernik falou que iria reerguer Fournaise, ele conseguiu. Fournaise voltou a ficar ativa, e em janeiro de 2004 houve 316 mensagens na lista. Também foi a primeira vez que a Desembargadoria Capitanial trabalhou. Ela come- çou a lançar atos oficiais proibindo certos tipos de comportamentos e envios de materiais à lista. Podemos ver isso em http://br.groups.yahoo.com/group/4naise/message/3375. A medida acima exposta foi rebatida por Raphael Garcia, que havia lançado uma memória a Lênin na lista de Fournaise. A portaria seguinte à primeira dizia que os secretá- rios, o governador etc deveriam prestar juramento a Fournaise, como dito já pela Carta Magna. Como forma de protesto à primeira portaria, Raphael Garcia não presta juramento à bandeira e a Fournaise. Além do desembargador (Rodrigo Thedim) e Raphael, D. Francisco de Assis também entrou na conversa (defendendo o desembargador). Depois de falar com o Governador, Thedim finalmente revoga a Portaria 001 da Desembargadoria. A Secretaria da Saúde também trabalhou bastante, lançando boletins informativos que muito agradaram às suas autoridades. Também é muito bom deixar claro o seguinte: João Francisco, que consta na lista de autoridades capitaniais, é a mesma pessoa (porém com seu nome macronacional) de Polônio de Minsk. Porém agora ele usava o seu verdadeiro nome. Foi inclusive criada uma lista (http://br.groups.yahoo.com/group/stf4naise/) para o STF (Supremo Tribunal de Fournaise), porém foi esquecida depois de algum tempo. Um dos mais conhecidos fournaiseanos hoje em dia e ex-Capitão-Donatário, D. Alexandre Carvalho, foi para Fournaise em Santa Rosa, 24 de março de 2004. Em março a Capitã-Interina foi nomeada. Era Marina Melillo. Sua nomeação darse-ia apenas até o dia 24 de abril. Porém o Capitão não voltou, e o Desembargador, mesmo sem poder para tal, deixou a Capitã por prazo indefinido. O Capitão voltou, finalmente, dia 30 de abril. Nesse mesmo dia, fez os agradecimentos à Capitã Marina Melillo e deu-lhe a honraria máxima de Fournaise (Ordem Magnae de Fournaise). O interessante no governo de Marina Melillo foi que ela conseguiu ativar a ALFE. Já haviam conseguido fazê-lo, mas apenas uma vez. Ela, ainda inexperiente, conseguiu reativar, tendo nomeado pessoas para a Casa, e Francisco de Assis tendo trabalhado bastante para conseguir reativá-la. Inclusive foram feitas eleições para os cargos de Presidente e Secretário-Geral, eleições essas que ainda não haviam sido feitas. Ganharam, respectivamente, Marcelo Fernandes e Alexandre Carvalho. Porém Marcelo renunciou, pois havia pessoas “duvidando de si”, segundo ele. Além disso, infelizmente para os fournaiseanos, Marcelo Fernandes foi para Stráussia. Rodrigo Thedim também renunciou aos seus cargos em Fournaise. Em 2004 Fournaise foi sediar as Olimpíadas. Como todo o trabalho de Francisco de Assis, o seu governo como Governador começou bem. Decretou a criação de muitas secretarias para o desenvolvimento fournaiseano. Vemo-lo aqui: http://br.groups.yahoo.com/group/4naise/message/4012. De julho até setembro daquele ano, Fournaise serviu de palco para propagandas; a atividade de autoridades e súditos nesta capitania não existiu. Isso se repetiu em outubro e em dezembro. Aqui novamente abro parênteses. Até o dia 19 de setembro de 2004, o palácio-sede do Poder Moderador regional chamava-se Palácio de Hiraim. A partir daquele dia, o que parece mais um erro de digitação do que uma mudança de nome, o Capitão-Donatário escreveu numa Ordenação Gloriosa “Palácio de Hiram”. Foi o ponto de partida para o palácio chamar-se como se chama hoje. Depois de ser nomeado regente pelo Capitão-Donatário, Alexandre Carvalho fez algo nunca feito antes por um capitão de Fournaise: concedeu pela vida inteira o cargo de Burgomestrina de Santa Rosa para Marina Melillo, e para seus filhos, caso ela morresse. Além disso, deu o poder Executivo, Judiciário e Legislativo ao poder moderador, por algum tempo, para reorganizar-se. D. Alexandre também voltou a escrever em suas OGs “Palácio de Hiraim” (prática novamente deixada de lado posteriormente). Depois de 23 de dezembro de 2004, a atividade só voltou à lista em 10 de fevereiro de 2005, com mensagens com tópico “Tem alguém aí?” A partir de abril de 2005 até julho de 2005, continuou não havendo atividade. As mensagens mandadas à lista são exclusivamente Ordenações Gloriosas de S.S.M.I., Medidas do Premier, propagandas etc. Somente em julho de 2005 Fournaise se reativou. Chegou Luís Antônio, que tomou posse como Governador. Com relação ao Supremo Tribunal, depois de Rodrigo Thedim, nunca mais ele foi reativado, o que é uma pena. Na verdade, quando estudamos história de Reuniã, raras vezes vemos um judiciário aberto. E, como já aconteceu muitas vezes, Marcelo Fernandes volta a Fournaise, porém não ativo como era anteriormente. Os meses de agosto, setembro e outubro foram meses parados, sem muita atividade na Capitania. O então Capitão-Regente até tentou reativá-la, mas infelizmente ninguém respondia aos seus chamados. Até ameaçou excluir as pessoas que chamava da lista, mas não dava certo. Apareceram apenas Marcelo Fernandes e alguns turistas. Curiosamente, em 8 de novembro, Alexandre Carvalho transfere, até fevereiro de 2006, a regência para Marcelo Fernandes (que mais uma vez volta à ativa em Fournaise, assim como Michel Hulmann). Michel Hulmann continua trabalhando por Nova Canadá. Um de seus primeiros trabalhos na volta à ativa é o blog da Agência Novacanadense de Notícias, como podemos ver em http://novacanada.blogspot.com/. O Capitão-Regente voltou em janeiro de 2006. Fez de tudo para tentar reativar Fournaise, mas era quase impossível. Tentou chamar pessoas de outras capitanias para lá trabalhar, tentou pagar salários altos aos funcionários públicos, mas não deu. Quando Alexandre Carvalho virou Premier, transferiu, numa ação única em Reuni- ão, a sede do Governo de Beatriz para Tremblet, temporariamente. Fournaise se viu novamente numa pura inatividade. Como ainda tentasse reativar Fournaise, D. Alexandre Carvalho dá a carta de liberdade a todos os fournaiseanos para criarem e fazerem o que bem quisessem. Nessa altura, a Regência, que já tinha um ano e meio, estava passando praticamente a tornar-se um Governo mais concreto. Vemos isso em http://br.groups.yahoo.com/group/4naise/message/5189. Enfim, acaba aqui mais um Volume da História de Fournaise. Ele não é muito grande porque, como vocês puderam ver, a atividade reinou nos tempos de 2006 e de 2005. Aguarde mais um volume, que logo sairá, e será o penúltimo. SAINT-DENIS 18 DE DEZEMBRO DE 2009 PRÉDIO-SEDE DO INSTITUTO HISTÓRICO REUNIÃO História de Fournaise – Volume IV BARROS, Guilherme Tarquínio, 2009. 1. Cultura Reuniã I. História Reuniã I.i. História Fournaiseana Fontes de pesquisa: http://br.groups.yahoo.com/group/4naise http://br.groups.yahoo.com/group/nchandon http://br.groups.yahoo.com/group/alfe