Chancelaria Imperial

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search

Sobre a Chancelaria

A Chancelaria Imperial, sediana em Le Port City (LP), é um dos mais antigos e mais importantes departamentos do Sacro Império de Reunião. Ela foi fundada em Dezembro de 1996, quando Reunião ainda era um Vice-Reino do Império de O País!, com a função principal de coordenar as relações entre o governo central paisense e o Vice-Reino. Quando Reunião declarou sua independência, em Agosto de 1997, o novo governo decidiu transformar a chancelaria em uma agência, que lidaria com os assuntos estratrangeiros do recém-criado Império. Atualmente, a Chancelaria é um dos departamentos sob a jurisdição do Gabinete do Lorde Protetor.

Atualmente, sua principal designação são os negócios intermicronacionais do Sacro Império de Reunião. A Chancelaria define, com o consentimento de Sua Alteza Imperial o Lorde Protector, a política exterior imperial. Missões são hoje mantidas em que vinte Estados ao redor do globo e a Chancelaria tem contatos em muitos outros. A Política Diplomática corrente, denominada PDR or Política Diplomática Reuniã (Reunian Diplomatic Policy), é o cume da agregação de duas políticas prioritárias: MNDP e A-NDP. A PDR tem sido utilizada nos negócios estrangeiros reuniãos nos últimos oito anos.

Um dos deveres mais importantes da Chancelaria Imperial é o de disseminar internamente quaisquer informações micronacionais necessárias ao Império, mantendo assim controle das informações emanadas de veículos de comunicação estrangeiros. Isso significa que a Chancelaria é também a agência pública em cargo da divulgação de notícias publicadas no estrangeiro para o povo reunião, dentro das listas de e-mail de CHANDON.

A Chancelaria Reuniã é conhecida por ser um dos mais ativos Ministérios das Relações Exteriores de todo o micromundo. O atual Chanceler Imperial é Sua Graça, D. Rodrigo Mariano e Murta-Ribeiro.

Estrutura da Chancelaria

O Chanceler Imperial de Reunião é o chefe/cabeça de todo o corpo diplomático de Reunião, encarregado dos negócios estrangeiros do país e sua representação internacional, sendo subordinado diretamente ao Lorde Protetor do Império, dentro do Gabinete de Sua Sacra Majestade Imperial. Imediatamente abaixo do Gabinete do Chanceler, está o Conselho de Política Externa (FPC) e o Secretariado, ou Vice-Chancelaria, que age como substituto do Chanceler em assuntos mais executivos e rotineiros.

O Conselho de Política Externa, presidido por um Embaixador Plenipotenciário, ilustra e desenha o cenário intermicronacional e sua realidade atual, para que o Chanceler Imperial e o Poder Moderador possam definir as direções da política diplomática imperial, levando em conta as ameaças e oportunidades a afetar o Sacro Império. É responsável também pelo pensamento estratégico, assim como pelas políticas de pessoal e recursos humanos.

O Secretariado ou Vice-Chancelaria diretamente assiste ao Chanceler, trabalhando como oficial executivo e segundo-em-comando, dirigindo os embaixadores e sub-secretários no intuito de garantir a unidade da diplomacia reuniã e sua plena aplicabilidade. Normalmente, o Secretariado é dirigido pelo Conselheiro Especial dos Negócios Estrangeiros, como tradição. O Conselheiro é o oficial de "liaison" entre o Imperador e a Chancelaria.

Finalmente, os sub-secretários ou vice-chanceleres para as diversas fonias são departamentos especializados que irão condensar as políticas reuniãs e nossas agendas acerca de um setor linguístico específico ou de de um grupo cultural específico. Por exemplo, há uma vice-chancelaria (sub-secretaria) especial para tratar de assuntos dos setores micronacionais de língua portuguesa, isto é, para agir na Lusofonia. Cada grupo lingúístico relevante define a necessidade de uma vice-chancelaria específica, também levando em consideração a existência, em Reunião, se súdito que domine aquele idioma específico.

Quadro atual da Chancelaria Imperial

  • Rodrigo Mariano e Murta-Ribeiro

Chanceler Imperial


  • Pedro Nogueira

Secretário-Geral das Relações Exteriores


  • Heitor Baltazar

Sub-Secretário-Geral de Política Exterior para o Micronacionalismo em Língua Portuguesa


  • Yuri Oldenburg Zanoni

Sub-Secretário-Geral de Política Exterior para o Micronacionalismo em Órgãos Multilaterais


  • Filipe Sales de Murta-Ribeiro

Sub-Secretário-Geral Jurídico


  • Allan Weinert de Murta-Ribeiro

Sub-Secretário-Geral de Cooperação Intermicronacional e Formação Diplomática

Diplomacia Reuniã

A diplomacia reuniã é conhecida em todo o mundo micronacional pelo expansionismo que lhe é característico desde os anos 90, tendo se consolidado ao longo do tempo em diversos grupos linguísticos de micronações, notadamente o lusófono (micronações de língua portuguesa) e o anglófono (micronações de língua inglesa). É considerada mundialmente o mais activo e relevante ministério de relações exteriores do mundo micronacional.

A chancelaria imperial conta com uma equipe ampla de embaixadores e outros funcionários que estão plenamente habilitados a representar o país internacionalmente, seguindo à risca o Manual de Procedimentos do órgão. A carreira diplomática é uma das mais cobiçadas no Império.

A política externa é conduzida diretamente pelo Chanceler Imperial desde o Palácio Santa Fé. É dele a autoridade concedida pelo Poder Moderador, sendo nomeado por este para exercer a representação direta do Império perante os demais entes de direito inter[micro]nacional público e privado.

Reunião é membro activo da Liga dos Estados Secessionistas (LoSS), Organização das Micronações Unidas (UM), da Liga dos Estados Monarquistas (LMS), do Comitê dos Povos (CoP), da Associação Intermicronacional dos Exportadores de Comida (CofeP) e da Liga Anti-Marxista (IAML), possuindo representação e delegações ante cada uma destas organizações.

Maiores detalhes sobre a diplomacia reuniã e sua Chancelaria Imperial podem ser visualizados por meio do sítio oficial da instituição. As raízes bilíngües de Reunião a tornaram atrativa às micronações não-lusófonas, e possibilitaram sua consolidação como mais importante potência micronacional activa.

Regimento Interno

Regimento Interno da Chancelaria Imperial

Política Diplomática em Vigor

Portarias

Portarias Diplomáticas

Portarias Administrativas

Edicto Irrevogável de Reconhecimento Diplomático

2004

2005

2006

2009

2015

Tratados Intermicronacionais

  • Tratado de Mariustown Tratado de Amizade, Aliança e Reconhecimento mútuo entre o Sacro Império de Reunião e o Principado de São Vicente
  • Tratado de Nova Corinthius Tratado entre as Chancelarias do Reino de Pathros e do Sacro Império de Reunião acerca do restabelecimento de Relações Diplomáticas
  • Tratado de Nápoles Tratado de Aliança, Cooperação Mútua e Amizade entre o Sacro Império de Reunião e o Reino da Itália
  • Liga das Micronações

Comunicados

Embaixadas

  • Principado de São Vicente

- Chefe da Embaixada: Bruno de Torres Homem e Ficalho


  • Reino de Badakhshan

- Chefe da Embaixada: Filipe Sales de Murta-Ribeiro


  • Reino da Itália

- Chefe da Embaixada: Ministro Giuseppe Di Veneto, Duque de Juscelino Kubitschek


  • Reino da Rutênia

- Chefe da Embaixada: Conselheiro Matheus Jurgen


  • Reino da Escorvânia

- Chefe da Embaixada: Conselheiro Matheus Jurgen

Carreira Diplomática

A carreira diplomática é uma das mais cobiçadas pelos novos cidadãos do Império. Nossa Chancelaria, todos sabem, é a mais ativa e relevante de todo o mundo micronacional, sendo uma das mais respeitadas instituições do mundo. Além disso, muitos ingressam no micronacionalismo buscando se envolver na agradável e diniamica atividade diplomática. Todavia, ela exige treinamento, paciência, facilidade no lidar com a língua portuguesa e com pelo menos uma língua estrangeira. Lembre-se que Reunião se relaciona com centenas de países, e mantém relações regulares com dezenas de países de todas as procedências.

Se você acredita na sua capacidade de se comprometer com uma atividade mínima, com um número certo de mensagens oficiais a serem enviadas a países estrangeiros, ou mesmo com sua inclusão como embaixador em lista de mensagens ou fórum de micronação estrangeira, você é o homem ou mulher certo(a) para este trabalho. Se você gosta do micronacionalismo de bastidores, dos chats em facebook que varam madrugadas, do protocolo monárquico e diplomático, se é capaz de engolir sapos sem deixar transpareccer seu descontentamento......

Junte-se a nós !

Nossos planos para o biênio de 2009-2010 são de franca expansão em direção a muito além da lusofonia, que finalmente se torna objetivo secundário, ainda que presente. Envidaremos todos os esforços no sentido de buscar uma liderança permanente no mundo das micronações não-lusófonas, e para tanto atuaremos em Ligas de Micronações várias, assim como em todo e qualquer organismo em que possamos lutar pelo reconhecimento cada vez maior do reunian way of life. Se você não é cidadão de reunião, torne-se um e nos procure! E se você já é súdito de SSMI, mande email para chancellor(@)reuniao.org solicitando sua inclusão em nosso quadro de funcionários. Venha conhecer um novo mundo!