Empossa o Premier do Império IV

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search
  • SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
  • PODER MODERADOR
  • GABINETE DA REGÊNCIA
  • EDICTO PROMULGATÓRIO

Ao vigésimo sexto dia do mês de julho do duomilésimo décimo segundo ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, na festa dos Santos Joaquim e Anna, pais da Santíssima Virgem Maria, de Santo Austindo da Aquitânia, dos Santos Benigno e Caro de Malcesine, de Santo Erasto de Corinto, de São Jorge Precca de Valetta, de Santo Olimpo, de São Pastor, de São Simão de São Benito de Mântua, de São Sinfrônio, de Santa Bartolomea Capitanio de Luere, do Beato André de Phu Yen, confessor e mártir, do Beato Guilherme Webster, do Beato Hugo de Sassoferrato, do Beato Jorge de Durham, do Beato João Ingram de Gateshead, do Beato Tito Brandsma de Dachau, mártir, das Beatas Ana de São Basílio de Cartier, Camilla Gentilli, Catarina de Jesus, Clara de Santa Rosália du Bac, Maria Margarida e Isabel Teresa do Sagrado Coração de Jesus Consolin, confessoras e mártires, em observância as diretrizes previstas na Sagrada Constituição Imperial em seus Títulos V,

Considerando que a Assembleia Popular de Qualícatos, reunida em Sessão Extraordinária, apontou-Nos como seu Premier-eleito o senhor D. Douglas Klabunde, Visconde de Tavares Borba, por maioria simples, e não encontrando qualquer impedimento na concretização da vontade parlamentar em reconduzir o r. súbdito, corrente chefe-de-governo constitucional do Império, para a função a que foi indigitado pela vontade quase-soberana do Parlamento,

Tendo ouvido os partidos e a Assembleia Popular de Qualícatos, manda o Imperador Regente no Sagrado nome de Sua Sacra Majestade Imperial:

NOMEAR o senhor D. Douglas Klabunde, Visconde de Tavares Borba, Qualícato pelo Partido Social-Democrata da Capitania Hereditária de Fournaise, para a função de Premier do Império.

CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. TORNE-SE EFFECTIVO IMMEDIACTAMENTE.

Mandamos, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida Ordem pertencer, que cumpram-na, e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.

Dado e passado no Palácio Imperial de Saint Denis, no Gabinete da Regência, ao vigésimo sexto dia do mês de julho do duomilésimo décimo segundo ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo.

O IMPERADOR REGENTE D. LUCAS, Marquês de São Petrônio, et al.