OGE-N 10-10-2012

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search
SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
PODER MODERADOR
PALÁCIO IMPERIAL DE ST. DENIS
GABINETE DE S.A.I.&R.
O IMPERADOR REGENTE, D. RODRIGO DE CASTRO-BOURBON



ORDENAÇÃO GLORIOSA EXTRAORDINÁRIA C/C NOBILIÁRQUICA

Com fulcro nas prescrições vaticinadas pelo Título V da Sagrada Constituição Imperial de 1998, e considerando a desconfortável sucessão de impedimentos de ordem pessoal que o tem impedido de chefiar condignamente a Regência do Império, decide e manda o Imperador Regente no Sagrado nome de Sua Sacra Majestade Imperial:


RENOVAR pela última vez, e por um período de 30 (trinta) dias, a notável Regência Una de nosso mui leal e ilustre súbdito D. Lucas de São Petrônio, na forma da OGE de 10 de setembro do corrente ano, conferindo-lhe, após renovação do juramento constitucional, todas as credenciais e prerrogativas inerentes ao exercício de seu cargo;

ELEVAR em 1 (hum) grau, mui merecidamente, e atendendo a pedidos coadunados por diversos súditos e ao nosso sereníssimo entendimento, o Título Nobiliárquico do Imperador Regente Dom Lucas de São Petrônio, passando o mesmo a assinar como DUQUE DE SÃO PETRÔNIO, em razão de seu latente brilhantismo administrativo e formidável habilidade política, que o tornaram não só um governante notável, mas uma referência micronacional insofismável e um exemplo de patriotismo, dedicação, superação e liderança.

CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. EFFECTIVO IMMEDIACTAMENTE.

Mandamos, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida Ordem pertencer, que a cumpram e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.

Dado e passado no Palácio Imperial de St. Denis, ad Coronam Claudii, no 10º dia do mês de setembro do ano de dois mil e doze da glória de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.


Grão-Duque D. Rodrigo de Castro-Bourbon

Imperador Regente



"Com que me apresentarei ao SENHOR e me inclinarei ante o Deus excelso? Virei perante ele com holocaustos, com bezerros de um ano? Agradar-se-á o SENHOR de milhares de carneiros, de dez mil ribeiros de azeite? Darei o meu primogênito pela minha transgressão, o fruto do meu corpo, pelo pecado da minha alma? Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus." (Miquéias 6:6-8)