OGE/I 06-05-07

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search

SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO PALÁCIO IMPERIAL DE ST. DENIS PODER MODERADOR GABINETE DE S.S.M.I. O IMPERADOR CLÁUDIO PRIMEIRO


ORDENAÇÃO GLORIOSA EXTRAORDINÁRIA C/C INTERVENTIVA________________________________________

Neste sexto dia do mês de MAIO do ano de dois mil e sete da Graça e Glória de Nosso Senhor, a público vem o monarca do Sacro Império de Reunião, manifestar Sua vontade nos seguintes termos, utilizando-Se das atribuições a Ele concedidas pela Sagrada Constituição Imperial de 1997 em seu Título V, Artigo 1o., Inciso Um:

DECRETAR,

CONSIDERANDO os próprios pedidos formulados pelos cidadãos Filipe Sales e Charles Goldstein, apesar de extraordinários e não previstos em lei;

CONSIDERANDO, ademais, a insustentável posição dos mesmos dentro do Império, onde ofenderam comprovada e flagrantemente os sentimentos mais profundos do nacionalismo reunião, assim como todos aqueles cidadãos que não se sentem confortáveis com a implantação das doutrinas socioculturalistas e mesmo com as mudanças jurídico-legais e políticas feitas pelos mesmos em nosso ordenamento;

CONSIDERANDO que a revogação de tais mudanças é premente para que Reunião continue cada vez mais a avançar e progredir, todavia sempre dentro das mesmas premissas e características já conhecidas em todo o mundo;

CONSIDERANDO que a presença de ambos começa a fazer-se nociva para a integridade social do Império, em virtude do ódio aos mesmos e também dos mesmos;

O DEGREDO (EXÍLIO) de Charles Goldstein e Filipe Sales;

A PERDA de todos os seus títulos e honrarias;

A CONDUÇÃO dos mesmos até as fronteiras do Sacro Império de Reunião pelas autoridades policiais, certificando-se as mesmas de sua EXCLUSÃO de todas as listas imperiais, exceto a do Palácio Fritz Strauss, onde garantir-se-á seu amplo direito de defesa perante o Judiciário Imperial.

A INCLUSÃO do súdito Filipe Sales na lista de ‘Personas non Gratas” da Chancelaria Imperial.


CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. EFFECTIVO IMMEDIACTAMENTE.

Mandamos, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida Ordem pertencer, que a cumpram e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém. Faça-se imprimir, publicar e correr.

Sua Sacra Majestade Imperial, Cláudio Primeiro, pela Graça de Deus e Acclamação dos Povos, Sagrado Imperador de Reunião, Rei de Maurício, Grão Duque de Le Port, Fournaise, Conservatória e Stráussia, Defensor Perpétuo da Fé, Chefe da Casa Imperial de De Castro-Bourbon