OGI-O 22-07-12

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search
Sacro Império de Reunião

Poder Moderador

Gabinete da Regência

ORDENAÇÃO GLORIOSA INTERVENTIVA C/C ORDINÁRIA


Ao vigésimo segundo dia do mês de julho do duomilésimo décimo segundo ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, na festa de Santa Maria Magdalena, São Síntiques de Filipos, Santo Anastácio de Suânia, São Vandreségilo, São Cirilo de Antióquia, São Filipe de Evans, São Jerônimo de Pávia, São Gualtério de Lodi, São João Lloyd, São José da Palestina, São Menelau de Menat, São Pancário de Besançon, São Platão de Ancira, São Teófilo do Chipre, Santa Ana Wang, Santa Lúcia Wang Wangzhi e Santo André Wang Tianqing, Santa Maria Wang Lizhi, Beato Agostinho de Bella Fiangi, Beato Tiago de Rochefort, e santos mártires masilitanos, em observância as diretrizes previstas na Sagrada Constituição Imperial em seu Título V,

Considerando que existe o desejo expresso e natural da Coroa de reactivar cada uma das suas nações filhas e unidades administrativas, retomando a grandeza do Sacro Império de Reunião e da Comunidade Reuniã de Nações, como passo para a reactivação e reconstrução total do micromundo, donde Reunião é a máquina locomotiva que motiva todo o resto,


Manda o Imperador Regente no Sagrado nome de Sua Sacra Majestade Imperial:


  • ORDENAR à nossa Imperial Casa Militar que realize operação militar imediata de reocupação e instalação de Governo Militar na República Aristocrática de Porto Claro, com o envio de uma Força Expedicionária para Porto Claro, sob o nome de Força-Tarefa Campos Bastos II.
  • NOMEAR para o comando da Força Expedicionária para Porto Claro/Força-Tarefa Campos Bastos II o senhor Marechal-de-Campo Flávio Miranda, Duque de Nunes Henrique.




CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. TORNE-SE EFFECTIVO IMMEDIACTAMENTE.

Mandamos, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida Ordem pertencer, que cumpram-na, e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.


Dado e passado no Palácio Imperial de Saint Denis, no Gabinete da Regência, ao vigésimo segundo dia do mês de julho do duomilésimo décimo segundo ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo.


O IMPERADOR REGENTE D. LUCAS, Marquês de São Petrônio


“Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” Hebreus 1:9

“Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo.” 1 Pedro 3:21

“O Senhor, porém, pague a cada um a sua justiça e a sua lealdade, pois o Senhor te entregou hoje na minha mão, mas eu não quis estender a mão contra o ungido do Senhor”. 1 Samuel 26:23