OGO-I-N 18-08-2012

From Arquivo Imperial
Jump to: navigation, search
SACRO IMPÉRIO DE REUNIÃO
PODER MODERADOR
GABINETE DA REGÊNCIA

ORDENAÇÃO GLORIOSA ORDINÁRIA C/C INTERVENTIVA C/C NOBILIÁRQUICA

Ao décimo oitavo dia do mês de agosto do duomilésimo décimo segundo anno da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, décimo quarto do reinado de nosso Sagrado Imperador gloriosamente reinante, na festa solene de Santa Helena, augusta, e muitos outros bem-aventurados servos do senhor, em observância às directrizes previstas na Sagrada Constituição Imperial em seu Título V.

CONSIDERANDO que os nossos officiais da Coroa que servem-nos nas esferas dos poderes moderador, executivo, legislativo e judiciário, bem como aqueles officiais que servem-nos no Poder Moderador exercendo a sua chefia, em solene delegação, numa Capitania Hereditária, bem como a regência num Vice-Reino, além daqueles mandatários em nosso mando no exercício das funções de Príncipe-Regente do Reino Unido dos Açores ou Presidente da República Aristocrática de Porto Claro, dentro da Comunidade Reuniã de Nações, têm por mau costume o esquecimento de publicar seus decretos, rescriptos e equivalentes, e que pretende-se sanar este problema e, ao mesmo tempo, ampliar o volume do acervo do Palácio do Caramanchão,

E, CONSIDERANDO que é de extrema necessidade o serviço voluntário dentro da Torre do Caramanchão ou numa outra instituição pública basilar do Império que é o exercício da burgomaestria ou similar, como prova de abnegação do súbdito em prol do Império e da cultura reuniã estabelecida através do Réunion way of life,

E, CONSIDERANDO que não se quedou até o momento resolvida a questão da posição de nosso leal subdito D. Pedro Nogueira de Torres Homem, Conde de Souza Lima, no exercício da chefia do Archivo Imperial, estando esta pendente e pronta para ser resolvida,

Manda o Imperador Regente no Sagrado nome de Sua Sacra Majestade Imperial:


DETERMINAR que somente tornar-se-á official aquele documento, dentro de qualquer esfera de poder a qualquer nível, que for publicado no Archivo Imperial, excluindo-se aqueles anteriores a publicação da presente Ordenação Gloriosa e outras futuras Ordenações Gloriosas que, pela natureza onipotente da Coroa, tornam-se ordem no momento em que recebe os carimbos de “cumpra-se”, “publique-se”, “effectivo imediatamente” e similares, ou numa simples manifestação livre do Sagrado Imperador, Imperador Regente ou, actuando em seu lugar como lugar-tenente, Lorde Protector do Império. Para todos os fins, aqueles que não lograrem, junto à ICW3, ou ao Ministério do Interior, login para trabalho no Palácio do Caramanchão, deverão enviar a documentação a ser publicada directamente ao Curador-Presidente do Archivo Imperial.

DETERMINAR ao Gabinete do Lorde Protector que formule política que vincule o recebimento ou elevação de títulos nobiliárquicos, salvo caso de extrema abnegação do recipiente em outros campos, onde registrar-se-á rarissima excepção, ao exercício de serviço voluntário dentro de nosso muito bem-amado Archivo Imperial, ou no exercício da função de burgomestre ou alcaide, dentro das Capitanias Hereditárias, lorde de feudo, dentro do Vice-Reino de Maurício, ou funções administrativas de cunho similar, dentro do Reino Unido dos Açores.

NOMEAR para a função de Curador-Presidente do Archivo Imperial e Director do Serviço de Voluntários do Archivo Imperial ao senhor D. Pedro Nogueira de Torres Homem, Conde de Souza Lima, conferindo-lhe em acto contínuo todas as credenciais e prerrogativas inerentes ao exercício da função.

CONFERIR, como mostra do apreço da Coroa ao trabalho que vem sendo realizado dentro do Archivo Imperial pelo senhor D. Pedro Nogueira de Torres Homem, e sabendo de sua prefferencia, de antemão, da disposição de seu predicado, a mudança do predicado de seu título nobiliárquico de Conde de Souza Lima para Conde de Souza e Lima.


CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. TORNE-SE EFFECTIVO IMMEDIACTAMENTE.

Mandamos, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida Ordem pertencer, que cumpram-na, e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.

Dado e passado no Gabinete de Despachos do Palácio Imperial das Margaridas, no burgo de Saint Benoît, Capitania de Stráussia, ao décimo oitavo dia do mês de agosto do duomilésimo décimo segundo anno da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo.


O IMPERADOR REGENTE D. LUCAS, Marquês de São Petrônio


“Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” Hebreus 1:9

“Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo.” 1 Pedro 3:21

“O Senhor, porém, pague a cada um a sua justiça e a sua lealdade, pois o Senhor te entregou hoje na minha mão, mas eu não quis estender a mão contra o ungido do Senhor”. 1 Samuel 26:23